E DE QUEM É A CULPA?

Não importa o que fizeram de mim, o que importa é o que eu faço com o que fizeram de mim.  Jean-Paul Sartre 

 

Afinal, de quem é a responsabilidade pela nossa felicidade ou pelas coisas que não deram certo? De quem é a culpa?
 
É comum procurarmos um responsável para as coisas ruins que nos acontecem. Mantemos a mente tão ocupada em culpar e julgar o outro que, por vezes, deixamos de avaliar a nossa conduta, de nos autorresponsabilizar.
 
Tudo o que nos acontece é responsabilidade nossa. Grandes líderes, pessoas realizadoras, acreditam que eles criam sua própria realidade, o seu mundo. Se importam mais em focar na solução de um problema do que encontrar e punir um culpado.
 
E isso também deve se aplicar em nossas vidas. Porque não adianta assumir as nossas falhas e ficar se culpando e revisitando nossos erros. Sabe aquela mania de ficar repassando as cenas de situações que não nos fazem bem como uma forma de autopunição? Como você se sente revivendo suas falhas, seus medos, suas angústias, suas infelicidades? O que você ganha com isso?
 
O mais importante da autorresponsabilização é criar meios de seguir em frente o mais rápido possível, se perdoando e ajustando as engrenagens para decisões mais bem sucedidas. Para isso, será fundamental deixar o ego, o orgulho e a vaidade de lado.
 
A vida é feita de escolhas e temos que assumir a total responsabilidade pelos caminhos que decidimos trilhar. Culpar o outro pelos reflexos de nossas decisões ou pelos nossos sofrimentos é fugir da verdade.

 

“Aquele que for capaz de perder uma corrida, sem culpar os outros pela sua derrota, tem grandes possibilidades de algum dia ser bem-sucedido.” Napoleon Hill


É libertador assumirmos o leme das nossas vidas certos de que somos nós os senhores do nosso destino, os criadores da nossa realidade.

 
O que tem acontecida na sua vida da forma que você não esperava? Quem é responsável por tudo isso que aconteceu ou que tem acontecido com você? O que você decide mudar em você para que essa sua realidade seja transformada?
 
Seja o que for que nos aconteça, somos nós os responsáveis. A principal e mais importante mudança começa em nós.
 
Ressignifique, seja o autor do seu destino!

Fez sentido para você? Lembre-se de curtir e compartilhar!  😉 


Faça o que você ama ou ame o que você faz, seja feliz, volte sempre aqui e continue brilhando!


Renata Rocha

         COACH

 

 

Comments

comments